quinta-feira, 13 de junho de 2013

Anunciando Cristo aos surdos de Angola

Ministério foi iniciado em mais três igrejas de Huambo
Segundo o Congresso Lausanne que ocorreu em 2010 na Cidade do Cabo, Áfica do Sul, os surdos são considerados um povo não alcançado em Angola. O Movimento Lausanne, fundado pelo evangelista Billy Graham, tem por objetivo principal discutir assuntos em comum com líderes religiosos de todo o mundo. 

Com base nos temas apresentados nesse congresso, a missionária Rosângela Teck de Gamba, que cumpre a missão de anunciar Cristo em Angola, voltou seus olhos para os surdos da região.
Desde 2004, a Escola Pamosi, na Igreja Baptista do Calvário, serve de ponte para a missionária conhecer e desenvolver um trabalho com os surdos da província de Huambo. 
“Desde então, não medimos esforços para alcançar os surdos de Angola para Cristo”, contou a missionária.
A partir de 2010, o ministério foi iniciado em mais três igrejas de Huambo e mais uma em Luanda, capital angolana. O sonho da missionária Rosângela é alcançar os surdos das 18 províncias do país e, para isto, ela pensa na expansão do Ministério com Surdos. 
“Os desafios são muitos, considerando a diversidade de línguas existentes em todo o território. Isso implica em ter intérpretes que dominem além da língua portuguesa, a líguagem de sinais e também as língua nacionais, de acordo com as tribos residentes em cada província”, completou a missionária.
Ela conta que um dos alvos para o ano de 2013 é alcançar a província de Huila, vizinha à província de Huambo e com uma elevada população de surdos. O primeiro missionário surdo em Angola, Francisco Cassinda, deslocou-se até a cidade de Lubango, capital de Huila, para observar a terra. Ele mobilizou ali um grupo de surdos e as primeiras sementes foram plantadas nos corações dos deficientes auditivos da região. 
O pastor José Maria, da Igreja Baptista Nova Vida, abraçou este ministério e transmitiu às suas ovelhas a importância de evangelizar e discipular pessoas surdas.
Nos dias 15 a 25 de maio, o missionário Francisco liderou uma equipe com quatro jovens, Fernando e Gabriel (surdos) e Avelina e Graça (intérpretes). Foram 10 dias de muitas bênçãos, durante os quais os evangelistas visitaram 23 lares de jovens surdos, ministraram estudos bíblicos, ensinaram a linguagem de sinais e treinaram intérpretes. 
O missionário Francisco contou que, durante a visita, os pais pediram que ensinassem a Palavra de Deus aos seus filhos. O resultado deste trabalho não poderia ter sido melhor, foram 18 surdos frequentando os cultos na Igreja Baptista Nova Vida e, sendo discipulados.
Ore para que Deus dê sabedoria aos missionários e intérpretes para ensinar, evangelizar e discipular os surdos de toda Angola.

Fonte: Junta de Missões Mundiais

0 comentários:

Postar um comentário