sábado, 5 de maio de 2012

Bem aventurado os q choram

Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados” (Mt 5.3). Estas palavras do Mestre podem ecoar sem sentido para aqueles que não conhecem a profundidade de Seus ensinos. Entretanto, são um bálsamo para todos que têm na Palavra de Deus uma bússola para sua vida espiritual.
O choro sobre o qual Jesus fala se refere, primeiramente, a uma profunda tristeza espiritual sentida pelo cristão, quando reconhece suas fraquezas diante de Deus. É um sinal de arrependimento, uma aflição sincera que brota de um coração arrependido pelos pecados cometidos contra seu Senhor (Tg 4.9). Chorar pelos pecados é uma evidência da verdadeira conversão e deve ser uma atitude contínua na vida do crente.
Chorar diante do Senhor também involucra o sentimento de pesar pela situação pecaminosa da humanidade, numa atitude de comunhão com Deus e compartindo Seu desejo de salvar todos os homens (I Tm 2.3,4). Por fim, o choro é um meio pelo qual o cristão derrama diante do Pai Celestial suas preocupações, dores, conflitos e necessidades, declarando sua total dependência de Deus e sua fé nas providências do Altíssimo (I Pe 5.7).
Sigamos, pois, as palavras e o exemplo do nosso Mestre “o qual nos dias da sua carne, tendo oferecido, com grande clamor e lágrimas, orações e súplicas ao que podia livrar da morte, e tendo sido ouvido por causa da sua reverência” (Hb 5.7). E tenhamos a firme convicção de que nosso choro diante de Deus resultará em graça e bênçãos para o nosso viver (Sl 30.5).
Pr. Ailton José Alves



0 comentários:

Postar um comentário