terça-feira, 31 de janeiro de 2012

“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundante na obra do Senhor” (I Co 15.58).

Caros internautas, desejo que a Paz do Senhor, que excede todo o entendimento, seja em vossas vidas. Depois de um período de intensas atividades, durante o qual não foi possível publicar algumas palavras, volto a lhes escrever, no afã de trazer uma palavra da parte de Deus a cada um de meus irmãos. Nesta postagem, quero falar da importância da firmeza e da constância na vida espiritual.

O apóstolo Paulo, falando à Igreja em Corinto, disse: “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundante na obra do Senhor” (I Co 15.58).
Esta recomendação paulina é muito pertinente aos dias atuais, quando constatamos a vulnerabilidade de muitos cristãos, que sucumbem diante do secularismo, do materialismo e, também, do pragmatismo religioso de nossa época. Faz-se necessário, por parte de cada crente, uma postura definida e firme diante das inovações promovidas por vários grupos
denominados cristãos, que se moldam aos costumes e práticas de uma sociedade distante de Deus. Ser firme é manter-se fiel aos valores espirituais e éticos aprendidos, no princípio da nossa fé, como legado de nossos pais e pioneiros na caminhada cristã. Ser constante é defender esta herança de fé e bons costumes, que ratificam e demonstram a veracidade dos ensinos bíblicos.
Portanto, sigamos firme no propósito de viver honestamente, de nos mantermos afastados da corrupção deste mundo, de educar nossas famílias sob a égide da Palavra de Deus, e, acima de tudo, no afã de agradar a Deus diante do mundo. Sejamos constantes em nossa vida espiritual, sem jamais deixar que o desânimo nos leve a abandonar a fé, crendo na vitória por nosso Senhor Jesus Cristo. Sejamos leais aos compromissos firmados diante de Deus, em relação à salvação, à Igreja e todas as áreas de nosso viver, pois a benção do Senhor estará continuamente sobre nós.
Que Deus abençoe ricamente a sua vida e a sua família, que estão constantemente em minhas orações.
“O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades, em glória, por Cristo Jesus” (Fil 4.19)
Fonte: Blog Pr. Ailton José Alves

0 comentários:

Postar um comentário