terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Como identificar seitas e heresias (2ª parte)


Como prometido no último artigo, e seguindo a sequência do nosso estudo sobre como identificar seitas e heresias, conceituemos agora o que é “Doutrina”.

c) DOUTRINA – No latim, a palavra doutrina é “doctrina” e significa “ensino”. Segundo o Dicionário Aurélio, “doutrina é o conjunto de princípios que servem de base a um sistema religioso”. No Antigo Testamento, a palavra doutrina ocorre como tradução do hebraico “Ieqah”, que significa “o que é recebido” (Dt 32.2; Jó 11.4; Pv 4.2 e Is 29.24).

No Novo Testamento, dois termos da língua grega representam a palavra doutrina. Um termo é “didaskalia” e o outro, “didachê”. Ambos os termos referem-se ao ensino como instrução dada àqueles que recebiam de bom grado a mensagem do cristianismo.

A Bíblia especifica três formas de doutrina:
a) Doutrina de Deus (At 2.41-42;13.12 e Tt 2.10)
b) Doutrina de demônios (1Tm 4.1)
c) Doutrina de homens (Mt 15.9 e Cl 2.22)

II – RAMIFICAÇÕES

Alguns ramos do protestantismo são advindos do período do seu surgimento na Idade Media com Martinho Lutero e João Calvino, ou João Wesley e outros. Entretanto, as diferenças de opiniões desses grupos sobre doutrina cristã não afetaram a essência do ensino básico do cristianismo. Portanto, não se constituem em seitas ou heresias. Porém, toda discordância doutrinaria (ou teológica), quando rompe com os fundamentos principais da doutrina cristã, é identificada como heresia ou seita.

“Uma seita pode assumir muitas formas, mas basicamente é algum movimento religioso que distorce ou desvirtua a fé ortodoxa até ao ponto em que a verdade é transformada em mentira. É impossível definir uma seita, a menos que se o faça em comparação com o padrão absoluto do ensino das Santas Escrituras”, escreveu Dave Breese.

No próximo artigo, veremos alguns sinais que nos apontam para heresias ou seitas.


fonte: Pr. Elienai Cabral /colunista cpad news

0 comentários:

Postar um comentário